PLANTÃO 24H. Ligue: (51) 3491.6100

Obesidade em animais é a porta para outras doenças

Obesidade em animais é a porta para outras doenças

O número de animais domésticos com obesidade tem crescido demasiadamente no mundo e, certamente, no Brasil. Cães e gatos acima do peso abrem o caminho para que venham a contrair doenças como diabetes, problemas ortopédicos, deficiências cardíacas e até câncer.

Assim, mesmo sendo fofinho, nosso bichinho de estimação precisa de ajuda quando exibe aquela gordurinha por debaixo dos pelos. Nessa hora, é fundamental a ajuda de um médico veterinário, que vai examinar o animal e passar ao seu dono as indicações para a perda de peso com saúde.

A obesidade atinge mais frequentemente algumas raças específicas. Também vai depender da alimentação e das atividades físicas do animal ou ainda das condições de saúde de cada pet. Mas os sinais de peso extra já são visíveis quando você não sente os ossos da costela do animal ou quando a cintura dele desaparece.

Pode parecer uma “missão” difícil, mas atualmente há muitos processos e iniciativas dentro da medicina veterinária que auxiliam no emagrecimento do animal, assim como colaboram para manter o peso alcançado, outra tarefa importante ao tratamento.

Nesse momento, o acompanhamento profissional é determinante, pois sem o monitoramento de cada ação e resultados, o emagrecimento pode ser apenas factual, sem ter um complemento eficaz. Tentar emagrecer o seu parceiro sem uma orientação médica pode também causar outros problemas de saúde que ele não apresentava antes.

Hábitos para seu pet entrar em forma

Porém, você pode criar alguns hábitos para fazer com que o seu pet entre em forma como a manutenção da ração, pois ele não pode deixar de receber esses nutrientes essenciais. Porém, o veterinário saberá indicar a dose certa dos alimentos, assim como os períodos de alimentação.

Na hora dos petiscos, os indicados são sempre os mais saudáveis: frutas e legumes. Claro, que isso irá variar de animal para animal, pois pode haver riscos à pele ou ao sistema digestivo de cada caso. Mas um especialista pode dar todas essas informações.

Brincadeiras com movimentos e o próprio passeio diário são algumas alternativas de exercícios físicos que devem ser parte da rotina diária dos animaizinhos obesos. O gasto de energia com essas atividades ainda ajuda na sensação de bem-estar do animal.

Porém, se você percebeu que o corpinho de seu amigo fiel não responde a esses procedimentos, leve-o a um veterinário para que ele avalie a saúde e o organismo de seu bichinho, já que muitos fatores podem ser determinantes para o peso excessivo e só o especialista fará a identificação correta e dará o tratamento adequado.

Deixe uma resposta

Fechar Menu