PLANTÃO 24H. Ligue: (51) 3491.6100

Focinho, a identidade que rastreia cães perdidos

Focinho, a identidade que rastreia cães perdidos

Assim como os humanos possuem as digitais nos dedos, que são características exclusivas de identidade, os cães também têm os focinhos, que são exclusivos em cada um dos animais. Com o objetivo principal de auxiliar na localização de bichos perdidos, a startup chinesa Megvii criou um aplicativo que gera a identidade dos cachorros pelo seu focinho.

A empresa é uma das fornecedoras de softwares de biometria de face para o governo da China. A tecnologia de reconhecimento facial dos pets é a mesma utilizada para os rostos das pessoas. No caso dos animais de estimação, estes trazem no focinho particularidades que os diferenciam dos demais, além, claro, de um faro aguçado.

De acordo com a Megvii, o sistema é bem simples de ser utilizado. Através do app, o dono tira as fotografias de diversos ângulos do nariz do cão, para que a identificação tenha informações suficientes e precisas na base de dados. A plataforma já reúne em torno de 15 mil registros de cachorros.

De acordo com a startup, a eficiência do algoritmo na identificação exata do cão é de 95%. Mas, conforme a empresa, a tecnologia também terá a função de monitorar os responsáveis pelos animais que não cuidam dos seus mascotes ou até mesmo os abandonam.

Também os acompanhantes que deixam os animais transitarem sem coleira nos espaços públicos ou os tutores que não limpam as fezes dos bichos podem ser apontados pelo aplicativo. Na China, deixar o animal solto na rua resulta em multa para o proprietário. O país tem cerca de 91 milhões de cães e gatos em áreas urbanas.

Deixe uma resposta

Fechar Menu