PLANTÃO 24H. Ligue: (51) 3491.6100

Cães muito agitados, o que fazer?

Cães muito agitados, o que fazer?

Se o seu cão está sempre ofegante, com uma energia que parece nunca acabar, é possível resolver ou amenizar esse comportamento com algumas ações e condicionamentos, que podem reduzir os maus hábitos do animal, como o ato de rosnar, latir demais ou ser agressivo.

Uma saída para a agitação diária dos cães são os passeios longos. O importante é considerar o ritmo de cada animal. As caminhadas são uma forma de relaxamento e de gasto de energia para solucionar a hiperatividade dos bichinhos.

O cachorro vai usar o olfato para conhecer a área, cheirando as “pistas” deixadas por outros de sua espécie, em uma busca que vai ocupar boa parte do seu tempo e de sua disposição. Também irá interagir com outros cães, se exercitando com corridas e brincadeiras, socializando com o ambiente e os elementos que se encontram nele.

Estado emocional

Por outro lado, muitas vezes, o que você está sentindo pode refletir no temperamento de seu cachorro. Um estado emocional negativo vai influenciar a percepção de seu pet em relação a ficar calmo ou não. Se o bichinho não para quieto, trate-o de forma suave, com voz baixa, para que a sua atitude interfira de forma positiva no estresse do animal.

Tenha paciência com o seu companheiro. Não castigue ou repreenda o seu cão nessas horas de agitação ou de agressividade. Isso pode aguçar os seus instintos no sentido de manter a agitação. A ideia é não ser competitivo em relação ao seu parceiro, e sim ajudar a acalmá-lo. E quando ele estiver tranquilo, dê prêmios a ele para valorizar este “estado de espírito”.

Vínculo afetivo

Uma boa dose de carinho também é muito bem-vinda. O contato físico entre o animal e seu dono é um reforço a relação de confiança que ele espera de você. Esse vínculo afetivo é determinante ao relaxamento e à segurança que o proprietário passa para o seu melhor amigo.

A sua casa deve passar sempre a impressão de ser um local de relaxamento e tranquilidade. Assim, tenha brinquedos ou jogos que instiguem a inteligência do animal, para que ele possa se divertir, mas sem muito esforço físico.

Dessa forma, você também combate a ansiedade e o medo que atingem os animais que ficam sozinhos por algum tempo. Um bom exemplo de diversão com desafios são os brinquedos que não são destruídos facilmente e liberam ração.

Um profissional para ajudar

No entanto, se você tomou todas essas providências e mesmo assim o seu cão continua muito agitado, busque um profissional que possa te ajudar. Um médico veterinário certamente vai ter mais informações para tratar dessa agitação contínua, ao mesmo tempo que poderá indicar medicações que ajudem a acalmar o animal.

Um especialista certamente identificará se o seu bichinho de estimação possui algum distúrbio fisiológico que o leva a ter maus comportamentos, ou mesmo a apresentar situações de tédio e apatia prolongadas, intercaladas à atos de agressão e até mesmo destruição, que prejudicam a sua saúde.

Deixe uma resposta

Fechar Menu